Sexta-feira, 9 de Março de 2012

Sobre as últimas lá de Belém.

 

Está visto que Cavaco Silva gosta de brindar os seus “concidadãos” com exemplos de má política, e, como bem disse Jerónimo de Sousa (é estranho até eu concordar com um comunista...), com exemplos de “pequena política”.

Cavaco Silva e José Sócrates são uma espécie de erros de casting da política portuguesa. Estão portanto bem um para o outro. O provincianismo do primeiro e a amostra de cosmopolitismo do segundo são como que duas faces da mesma moeda.

O divertido desta “polémica” é que o Sr. Presidente até vai dizendo umas verdades, (mérito aliás que ninguém lhe tira). Mas pergunto, só agora?!

Já José Sócrates foi viver para a rive gauche, mas, deixou por cá os seus cães de fila predilectos: Silva Pereira, José Lello e outros que tais.

A pequenez da política portuguesa actual é tão evidente e assustadora, que os pais fundadores do constitucionalismo, do liberalismo e do republicanismo, devem estar a pensar nas suas tumbas que, não foi pelos Cavacos Silva deste mundo que mataram o penúltimo Rei de Portugal...

publicado por Gonçalo Dorotea Cevada às 15:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

As despesas

 

O Presidente da República - é bom não esquecer que falamos da primeira figura do Estado - veio na sexta-feira passada, em público e por vontade própria, queixar-se à nação das suas dificuldades atuais durante a maior crise das últimas décadas.
A primeira observação sobre estas declarações de Cavaco Silva é sobre uma habilidade. Cavaco omitiu - convenientemente - o valor da pensão que tem do Banco de Portugal, que é assim várias vezes mais que 1300 euros, o que é de uma desonestidade e desfaçatez a toda a prova; Depois está a meu ver a questão que importa mais a quem assiste a isto pela TV, completamente estarrecido: Portugal tem um chefe de Estado em segundo mandato - e que é só o político português com mais tempo em funções na democracia, apesar de Cavaco achar que está fora dessa classe - que não sabe onde está e parece não conhecer o mundo que o rodeia. A primeira figura do Estado em Portugal - só para lembrar - vem queixar-se das suas dificuldades pessoais apesar de ganhar milhares de euros por mês e de uma vida a ganhar excelentes ordenados para a média nacional, num insulto completo ao país. Cavaco certamente não sabe que faz parte dos 5 por cento - leram bem - de pessoas que ganham mais de 2500 euros por mês em Portugal. Aliás, deve fazer parte dos 4, 3 ou 2 por cento que ganham mais de 5 mil; O terceiro ponto é que, ao dizer isto e desta maneira, Cavaco Silva mostra um profundo desrespeito pela função que ocupa e revela - de uma forma ainda mais grave do que no passado - que desconhece as regras a que está sujeito. E que parece que até agora ninguém lhe ensinou.
Infelizmente, este novo episódio só confirma que todos os anteriores não foram por acaso: No passado recente, Cavaco tem-se mostrado pródigo neste tipo de declarações infelizes. Há cerca de um ano, durante a campanha das últimas eleições presidenciais, em que foi reeleito, Cavaco fez questão de revelar ao país o valor da reforma da mulher e também parte dos valores em que acredita e da sua mentalidade: "Ela depende de mim". Enfim. Como diria Fernando Lima, assessor do Presidente da República, "uma informação não domesticada constitui uma ameaça".
Já fora do campo das pensões, frases como "Para serem mais honestos do que eu têm que nascer duas vezes" ilustram bem a consideração que tem por si próprio e o que pensa sobre o resto dos cidadãos.

 


* Só uma coisa, para ficar claro. Talvez pareça, mas eu não tenho nada contra Cavaco Silva. Do que leio, admiro a forma como se empenhou ao longo da vida e como conseguiu ser bem sucedido e prestigiado na sua profissão. Cavaco tem todo o direito a ser como é. Simplesmente um Presidente da República não pode dizer coisas destas em público, falar aos portugueses de assuntos pessoais completamente irrelevantes, de uma forma que revela mesquinhez. Ou então temos um chefe de Estado mentalmente
alienado e que não pode continuar a desempenhar estas funções.


 

alfredo rocha/getty images


publicado por ATF às 15:51
link do post | comentar | favorito

Cavaco, leite quente e bolachas de água e sal. Até mete pena.

Cavaco Silva é o que é. Goste-se ou não, se há dom que o Sr. tem é em falar de improviso aos abutres famintos dos jornalistas que comem as bananas e deixam as cascas para o Sr. cair.

Rejeito qualquer tipo de demagogia que diz que o Sr. é rico, logo é um ladrão, e outras que tais. Mas Cavaco, será que tinhas mesmo que falar? É que quando não tens a cábula do discurso, nunca te corre bem...

Ora, o grave destas declarações não têm que ver com o facto de o Sr. ganhar muito ou pouco, já que legitimamente decorre dos descontos que ele e a sua Maria fizeram ao longo de uma vida. O grave está na ausência de qualquer sensibilidade político-social com aquelas declarações. Bastava que nada dissesse e o Acordo Social não tinha passado o fim de semana à sombra desta nódoa.

Cavaco Silva é a personificação daquele provincianismo bafiento, daquele resquício de salazarismo ultrapassado, da “poupançazinha”, mas diz que não sabe se dará conta das despesas. Mas o Sr. gasta o dinheiro em quê? Onde?!!

O coitado até tem um ar simpático, mas não pode fazer aquelas declarações. Aliás é melhor nem sequer se aproximar dos jornalistas.

Já o estou a imaginar a beber leite quente e comer bolachas de água e sal com a Maria, enquanto se arrepende e pensa, porque é que só digo gafes?

publicado por Gonçalo Dorotea Cevada às 12:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
“Os bajuladores são honrados e os homens de bem sujeitados. O mesmo arbítrio reina nos decretos do povo e nas ordens dos tiranos. Trata-se dos mesmos costumes. O que fazem os bajuladores da corte junto a estes, fazem os demagogos junto ao povo.”, Aristóteles.
democraciadasfalacias@sapo.pt

.Gente falaciosa

 

.Últimos decretos

. Sobre as últimas lá de Be...

. As despesas

. Cavaco, leite quente e bo...

.Últimos comentários

Putz! Salariões, hein?Muito mais altos do que na E...
Este artigo é pura ignorância. Dar aulas é uma peq...
Uma coisa que os acordistas não sabem (ou não quer...
Lamento tanta asneira e desconhecimento... o que p...
É pena tanta ignorância e demagogia ... O autor de...
D.Cecília peço desculpa mas não concordo consigo. ...
Olá! Sou brasileiro e, até então, contra ao Acordo...
Estive a reler o artigo que originou esses folheto...
http://www.facebook.com/groups/367844474926/?fref=...
Razão n.º 1 – O novo acordo ortográfico NÃO promov...

.Mais comentados

.Pastas

. todas as tags

.Arquivo

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Ligações