Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

O Talentoso Sr. Sócrates

 

Confesso que sempre fui um tipo muito dado a dúvidas e questões. Sempre me interroguei sobre o porquê de algumas coisas e nunca entendi o desfecho de outras. Ao que parece, nunca fui nem muito astuto nem muito resoluto e muito menos atento ao que se passava à minha volta o que levava que as minhas interrogações normalmente esbarrassem em contra-interrogações que deitavam por terra as minhas próprias inquirições. Acertei, porém, na mouche quando olhei para José Socrates e perguntei: “no fundo quem é este gajo?”. Ao que parece aquele gajo era um ex-ministro, sem passado profissional relevante, sem um percurso académico brilhante e com uma carreira política que o deixaria em boa posição para assumir um cargo no conselho de administração de uma qualquer companhia que estivesse a negociar um contrato milionário com o Estado, mas nada, nem mesmo a sua passagem enquanto ministro do Ambiente deixaria antever que estaríamos perante o primeiro-ministro de Portugal.

 

Posto isto, sinto a necessidade de realçar que apesar de considerar que o Sr. Sócrates irá permanecer na história como o pior Primeiro-Ministro que a Democracia conheceu, eu não o censuro. Afinal de contas, o Sr. Sócrates foi o Primeiro-Ministro que o sistema permitiu, e só actuou como sempre foi ensinado e de acordo com o que o partido e o sistema dele esperava. O Sr. Sócrates é tanto o produto letal de uma Democracia podre, pródiga na criação de  animais políticos, como o Sr. Messi  ou o Sr. Iniesta são produtos de La Masia, a encantadora caixa de talentos da cidade Condal.

 

Esta é a sina de Portugal e da Europa. O ataque dos clones começou há algum tempo atrás. A dimensão e a densidade politica foram caindo em desuso em detrimento de valores opacos e de muitos milhões de euros que inebriaram as populações. É preciso Democratizar Portugal. Lá nisso o Sr. Passos até tinha razão...

 


p.s. O tema não é novo nem original, mas nada como começar neste blogue com uma autentica falácia. Afinal, é disso mesmo que isto se trata. 

publicado por JFC às 00:02
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Gonçalo Dorotea Cevada a 26 de Janeiro de 2012 às 00:00
Muito bom.


Comentar post

“Os bajuladores são honrados e os homens de bem sujeitados. O mesmo arbítrio reina nos decretos do povo e nas ordens dos tiranos. Trata-se dos mesmos costumes. O que fazem os bajuladores da corte junto a estes, fazem os demagogos junto ao povo.”, Aristóteles.
democraciadasfalacias@sapo.pt

.Gente falaciosa

 

.Últimos decretos

. Empreendedorismo jovem

. A web de hoje e a web de ...

. Que ando eu a fazer?

. Para quando o capitalismo...

. Artur Gandra manda pensar

. O queixume.

. Para que a Democracia não...

. The Great Pretender

. Mais uma falácia da democ...

. O verdadeiro Serviço Públ...

.Últimos comentários

Putz! Salariões, hein?Muito mais altos do que na E...
Este artigo é pura ignorância. Dar aulas é uma peq...
Uma coisa que os acordistas não sabem (ou não quer...
Lamento tanta asneira e desconhecimento... o que p...
É pena tanta ignorância e demagogia ... O autor de...
D.Cecília peço desculpa mas não concordo consigo. ...
Olá! Sou brasileiro e, até então, contra ao Acordo...
Estive a reler o artigo que originou esses folheto...
http://www.facebook.com/groups/367844474926/?fref=...
Razão n.º 1 – O novo acordo ortográfico NÃO promov...

.Mais comentados

.Pastas

. todas as tags

.Arquivo

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Ligações